Web3

Excelente texto do professor Scott Galloway.

De forma resumida ele contesta as ‘vantagens’ da descentralização e toda aquele ‘romance’ que se cria em torno deste conceito.

Sem contar que faz referência ao Sistema 1 descrito no livro do premio nobel de Economia, Daniel Kahneman! (muito bom)

Por outro lado, blockchain tem algumas vantagens. Já pensou que pode receber todas as vezes que usarem seus dados?

Somos peões em um jogo?

Você realmente acha que toma decisões racionais?

Eu respondia sim antes de ler esse livro.

Previsivelmente irracional, Dan Ariely, 2008/2009.

Esse foi o último livro que li em 2021 e posso garantir que é um dos melhores livros que já li sobre tomada de decisão, psicologia e comportamento.

A leitura do livro não garante que você será mais racional quando estiver tomando a próxima decisão, mas certamente vai te deixar mais consciente das decisões tomadas.

O livro desvenda os segredos de nossas decisões, em especial quando tratamos com dinheiro.

A conclusão é simples, somos tão previsíveis em nossas ações e respostas diante dos desafios cotidianos que chega até ser perturbador.

Com exemplos de diversos estudos e pesquisas o autor navega por diversas situações demonstrando como somos irracionais nas nossas decisões. Começando pela relatividade, passando por oferta e demanda, preço zero, normas sociais, excitação, procrastinação entre outros.

No total são 15 capítulos que vão tirar você da escuridão, mas isso não significa que depois de ler o livro suas decisões serão racionais!

Termino com uma frase do autor.

Sócrates disse que a vida não examinada não vale a pena ser vivida. Talvez esteja na hora de inventariar as cunhagens e as âncoras de nossa própria vida.

Ariely, Dan. Previsivelmente irracional (p. 65). Sextante. Kindle Edition.

ITP será responsável pelo Push Payments no Brasil?

Benefícios, desafios e riscos envolvendo essa nova modalidade de Instituição de Pagamento.

O que é Push/Pull Payments?

Pull Payments é a modalidade onde o recebedor inicia a transação de ‘puxar’ o dinheiro da sua conta. (Pull = Puxar)

Esse é o modelo tradicional que existe em praticamente todo o mundo. Quando você paga com cartão, você compartilha dados do cartão que são utilizados para que o recebedor vá até seu banco e solicite (pull) o pagamento.

Push Payments é a situação onde o pagador inicia a transferência do dinheiro para a conta final do recebedor. (Push = Empurrar)

Novo meio de pagamento = Pix

Muito embora já existam modelos de pagamento por TED, Transferência interna e Boleto, o Pix é quem deixou esse ambiente mais popular, visto que desde Março de 2021 (5 meses de operação – Pix começou em Novembro/20) ele sozinho já supera todos os outros em quantidade. (estatística bacen)

Transações suaves (sem fricção ou fáceis) e confiáveis são essenciais para o comércio em geral. Quem vende precisa ter segurança de que seus clientes vão conseguir realizar o pagamento prometido em tempo hábil. Por outro lado, os clientes precisam ter segurança de que seus dados estão seguros.

O Pix, como nova forma de pagamento vem facilitando muito esse ambiente de transações. Por ser um ‘pagamento instantâneo’, o dinheiro sai da conta de quem está pagando, para a conta de quem vai receber. No entanto, hoje o recebedor é em geral um ecommerce, um credenciador, ou algum PSP que concentra os pagamentos entre outros serviços.

Em geral, utilizando o aplicativo mobile do banco onde você tem conta, você lê o QR Code do Pix gerado no checkout de um ecommerce e aprova o pagamento. Mas como ler um QR Code se você estiver utilizando o celular para fazer a compra? (no Brasil essa modalidade já é a maioria!)

Iniciador de Transações de Pagamento (ITP) é o novo Push Payments

Pagamentos instantâneos, como o Pix, só habilitam o pagamento por Push (empurrado). O ITP vai ajudar na experiência e segurança das transações de pagamento no Brasil, em especial os pagamentos instantâneos. (mais sobre o ITP aqui)

No exemplo do QR Code Pix acima, o checkout do ecommerce, vai poder contar com o ITP no redirecionamento do cliente para a instituição onde ele detém conta para aprovar o pagamento, ou seja, não será necessário ler o QR Code, você só autoriza seu banco a fazer o pagamento, de forma simples, rápida e segura.

O ITP é uma inovação e nenhuma inovação vem sem desafios. Todo novo desenvolvimento exige ajuste antes que os clientes e as empresas estejam prontos para fazer uso total deles.

Os pagamentos instantâneos via Push (empurrados), que antes eram utilizados de forma restrita por empresas para pagamento de salários e fornecedores, podem estar prestes a terem uma explosão de utilizações.

Os ITPs, com o papel de fomentador da adoção, vão poder fornecer a todas as partes (quem paga e quem recebe) maior certeza de que as informações de pagamento estão seguras e, por outro lado, garantir que o pagamento foi realizado.

Iniciador de Transação de Pagamentos (ITP)

ITP Iniciador de Transação de Pagamentos ou PISP (Payment Initiation Service Provider)

O ITP é uma nova modalidade de IP (Instituição de Pagamento) criada no escopo do Open Banking. Em inglês PISP (Payment Initiation Service Provider).

Se você ainda não sabe bem o que é o Open Banking, veja este post.

O ITP pode iniciar transações de pagamento por conta e ordem do usuário detentor de uma conta de depósito ou de pagamento.

ITP

  • Resolução BCB Nº 80, DE 25 DE MARÇO DE 2021 – Doc / Link
  • Instrução Normativa BCB nº 128, de 22 de julho de 2021 (atualizada pela IN BCB No 176, DE 21 DE OUTUBRO DE 2021) – Doc / Link
  • Novo Tipo de IP (Instituição de Pagamentos)
    • Capitulo II, Art. 3º, IV
  • Não gerencia conta de pagamento e não participa do fluxo financeiro de liquidação das transações iniciadas ou seja não detém em momento algum os fundos transferidos na prestação do serviço
    • Capitulo II, Art. 3º, IV
  • Precisa de autorização prévia do Banco Central, porém o processo é simplificado
    • Capitulo IV, Art. 9º
  • Requisitos
    • Capital Social mínimo de 1 Milhão de Reais; – Capitulo VII, Art. 17º, II
    • Patrimônio Liquido ajustado com base nos últimos 12 meses de operação (1% a 1,5%)
  • É responsável por eventuais fraudes, junto com o IDC (Instituição Detentora de Conta) ou ASPSP (Account Servicing Payment Service Provider)
  • Deve ter seu próprio mecanismo antifraude
  • Manter e evoluir as APIs de acordo com a agenda evolutiva
  • Necessita estar homologado no Pix
    • Definir tipos de iniciação, teste Dict e QR Tester – IN BCB 128;
  • Pode definir os produtos, ex: pessoa natural todos os tipos etc

Open Banking ou Open Finance (Negócios)

Uma visão de negócios sobre o que o Open Banking trará para o Brasil.

O que é?

“O Open Banking, ou sistema financeiro aberto, é a possibilidade de clientes de produtos e serviços financeiros permitirem o compartilhamento de suas informações entre diferentes instituições autorizadas pelo Banco Central e a movimentação de suas contas bancárias a partir de diferentes plataformas e não apenas pelo aplicativo ou site do banco, de forma segura, ágil e conveniente.”

Banco Central do Brasil

“O Open Banking, ou sistema financeiro aberto, propicia o compartilhamento padronizado de dados e serviços por meio de APIs (Application Programming Interfaces) por parte de instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil. No caso de dados de clientes (pessoa física ou jurídica) é o cliente que decidirá quando e com quem ele deseja compartilhá-los no escopo do Open Banking, desde que seja com finalidades específicas e prazos determinados.”

Open Banking Brasil

Mas antes de entrar no detalhe, vamos deixar claro o que significa Open Banking, na prática.

O melhor exemplo que me ocorreu é a analogia com e-mail, sim, e-mail. Explico por que:

Você certamente conhece alguém que tem email no GMail e utiliza o Outlook.

O Outlook oferece a experiência e o GMail o serviço.

No Open Banking será o mesmo. Você pode ter conta em qualquer banco e utilizar o aplicativo que mais te agrada (experiência) para fazer todas as suas operações.

O Open Banking vai fortalecer dois grandes pilares: serviço X experiência.

Escolha onde será sua batalha!

Benefícios

  • Novos Modelos de Negócio
  • Inclusão de Segmentos Desassistidos
  • Consumidor no Centro
  • Maior Transparência
  • Portabilidade de Relacionamento entre Instituições
  • Controle sobre suas finanças

Open Banking no Brasil

Será dividido em 4 grandes fases.

Fase 1 – Compartilhamento de canais de atendimento e produtos;

Fase 2 – Compartilhamento de dados cadastrais e transacionais;

Fase 3 – Iniciação de transações de pagamento; (na ordem, Pix, TED e transferência interna, Boletos e Débito em Conta)

Fase 4 – Compartilhamento de produtos de investimentos, previdência, seguros, câmbio entre outros;

10/Nov/2021 – Fase 1 e 2 em produção, Fase 3 em andamento, Fase 4 planejado;

Participantes

https://openbankingbrasil.org.br/quem-participa/

Regulamentação

Resolução Conjunta nº 1, de 4 de maio de 2020 – Link

Mais regulatório.

Glossário

ITP – Iniciador de Transação de Pagamentos // PISP (Payment Initiation Service Provider)

IDC – Instituição Detentora de Conta // ASPSP (Account Servicing Payment Service Provider)

Machine Learning ou Aprendizado de máquina

Um dos recursos da Inteligência Artificial é o aprendizado de máquina.

by Universidade de Stanford – Acessível através da Coursera.

Mas o que é Machine Learning?

Machine learning is the study of computer algorithms that allow computer programs to automatically improve through experience.

Tom M. Mitchell

Em outras palavras, Machine Learning (Aprendizagem Automática ou Aprendizado de Máquina) é uma ciência que faz com que os computadores tenham a capacidade de processar dados sem que sejam explicitamente programados para tal.

Esta aprendizagem foi responsável pelo surgimento dos carros autônomos (ex Tesla), reconhecimento de fala (Ex Alexa) entre outras inovações.

Este curso traz uma introdução abrangente sobre aprendizagem automática, mineração de dados, e reconhecimento de padrões.

Em linhas gerais, você vai aprender sobre: (vou deixar em inglês para facilitar a busca por referências na internet)

  • Supervised Learning ou Aprendizagem Supervisionada
    • Linear Regression, Logistic Regression, Neural Networks, SVMs
  • Unsupervised Learning ou Aprendizagem não Supervisionada
    • K-means, PCA, Anomaly detection
  • Special applications / Special topics
    • Recommender systems, large scale machine learning
  • Advice on building a machine learning system
    • Bias/variance, regularization – ajuda você a decidir o que fazer e como gastar seu tempo quando você está desenvolvendo um sistema de aprendizado de máquina – evaluation of learning algorithms, learning curves, error analysis, ceiling analysis.

Tem alguns estudo de casos para robôs inteligentes, reconhecimento de texto entre outros.

Comecei exatamente no dia 30 de Agosto de 2020 (um domingo) e terminei no dia 23 de Outubro de 2021.

Muitos falam do ‘Life long learning’, mas eu prefiro do termo ‘Learnability’, porque o que trouxe você até aqui não garante seu futuro! Portanto, não pare de aprender.

Termino com uma citação do século 16.

Conhecimento é poder.

Francis Bacon

Treinando em Baixa Frequência Cardíaca

MAF Training significa “Maximum Aerobic Function Training”, em outras palavras Treinamento em Função Aeróbica Máxima. Algo como, “Corra devagar para correr rápido”.

MAF Training foi criado pelo Dr Phil Maffetone que escreveu o livro “The Big Book of Endurance Training and Racing”. Livro que eu li e quero compartilhar algumas boas idéias aqui.

A Motivação

Em Agosto de 2021, enquanto jogava tênis, após um saque, quando ia me arrancar para rebater, senti uma BATIDA na panturrilha direita. Logo em seguida veio a dor intensa.

Conclusão: lesão muscular que me afastou 100% de todos os treinos por 30 dias.

A regra básica do Treinamento MAF

A teoria por traz do Treinamento MAF é construir uma base aeróbica, então seu corpo vai aprender a correr rápido com baixa frequência cardíaca. Isso faz com que seu corpo demore para usar seu sistema anaeróbico, ou seja, você consegue correr ir mais rápido e mais longe até que seu corpo comece a se cansar.

Com o treinamento MAF, você corre de acordo com a FREQUÊNCIA CARDÍACA em vez de velocidade e ritmo (pace).

Aeróbico x Anaeróbico

Temos 2 sistemas em nosso corpo para fornecer energia. O sistema aeróbio e o sistema anaeróbio.

Sistema Aeróbico

O sistema aeróbico (“com oxigênio”) usa oxigênio para converter gordura em energia para dar energia aos músculos. Este sistema depende de um suprimento abundante de mitocôndrias (a parte da célula que converte nutrientes em energia). Nosso corpo tem um grande estoque de gordura (mesmo em pessoas magras), então, com um sistema aeróbio bem desenvolvido, você pode continuar correndo por muito tempo.

Sistema Anaeróbio

O sistema anaeróbico (“sem oxigênio”) entra em ação quando não há oxigênio suficiente para suas necessidades. Por exemplo, quando você está correndo forte e rápido, está usando o oxigênio mais rápido do que o está absorvendo. Para criar a energia de que você precisa, seus músculos começam a quebrar o suprimento de açúcar (glicose). O sistema anaeróbico cansa rapidamente e os níveis de glicose do seu corpo são limitados, então você não pode correr muito tempo usando o seu sistema anaeróbio.

O Treinamento MAF

O treinamento MAF é centrado em sua freqüência cardíaca MAF. Usando uma fórmula específica com base na idade e saúde atual, você calcula sua frequência cardíaca MAF e, em seguida, faz TODAS as corridas de treinamento (para começar) com base em sua FC (frequência cardíaca). A sua FC e o tempo são os aspectos mais importantes. Esqueça o ritmo e a velocidade.

Como regra geral, sua freqüência cardíaca MAF é 180 menos sua idade.

O treinamento MAF não só resulta em uma corrida mais rápida com uma freqüência cardíaca mais baixa, mas também ajuda a desenvolver muitos outros sistemas no corpo. Esses incluem:

  • Seu músculo cardíaco fica mais forte.
  • Suas mitocôndrias (as partes das células que transformam os açúcares, gorduras e proteínas que comemos, em formas de energia química utilizáveis) aumentam, o que significa mais energia para os músculos.
  • Seus níveis de estresse físico diminuem.
  • Você queima principalmente gordura para obter energia em vez de carboidratos, então é uma ótima maneira de treinar se você precisa perder alguns quilos ou aquela barriga.
  • Como há menos estresse em seu corpo, você pode correr por mais tempo. Isso é ótimo se você estiver treinando para uma semi maratona ou um evento de resistência mais longa.

Minha Experiência

Comecei em Setembro/21. Entro em Outubro/21 com 8:48 min/km.

Para alguém que estava acostumado com 5:20 min/km, é um exercício de paciência….

O Livro

Para quem quiser se aprofundar mais, segue o link do livro na Amazon.

Anotações

Dormir – muito importante para recuperação!

“Life is like riding a bicycle. To keep your balance you must keep moving.” Einstein

Medir a frequência cardíaca pela manhã ao acordar – qualquer aumento pode ser um resfriado chegando ou algo. Além de alguma doença chegando pode ser também sinal de excesso de stress ou overtraining/muito treino. Ficar atento.

Só começar com exercícios anaeróbicos (que fazem sua frequência cardíaca chegar no máximo) depois de fazer uma boa base aeróbica. Mesmo assim acompanhar para que sua frequência cardíaca não ultrapasse 90% do seu máximo.

Depois de começar a fazer os exercícios anaeróbicos, fique atento ao seu MAF Test, se perceber que seu indicador piora, pare os exercícios anaeróbicos e voltar para os exercícios aeróbicos.

Stress – são três tipos que impactam sua performance: físico, químico e mental-emocional.

Stress químico pode ser causado pelo consumo de: carboidratos refinados e açúcar.

Treino: deixe um dia na semana para descansar. Nesse dia não treine.

Aquecer e desaquecer sempre. Os 15 minutos iniciais e finais você utiliza para aquecer (warm up) ou desaquecer (cool down). Importante para reduzir o nível de stress do seu corpo. Ideal: não ultrapassar 70% da sua frequência cardíaca máxima.

Melhorando seu sistema aeróbico você terá condições de consumir 70% da energia que precisa de gordura e não açúcar.

Alimentação: ponto importante – a digestão começa na boca, portanto “mastigue”.

O consumo de carboidrato converte e armazena ainda mais gordura no corpo, que por sua vez estimula a produção de insulina que reduz o açúcar no sangue. Baixo açúcar no sangue causa algumas deficiências cognitivas no cérebro, tais como perda de memória, redução da concentração entre outras. Baixo açúcar no sangue também resulta em fome, algumas vezes poucas horas da última refeição. Desejo por doce é bastante comum.

Algumas pessoas podem engordar por serem intolerantes ao carboidrato! Neste caso fazer o teste de duas semanas evitando carboidrato e açúcar. Deve melhorar o nível de energia, reduzir, dormir melhor a noite, reduzir a depressão, a fadiga e também emagrecer.

Além disso o trigo causa alguns problemas intestinais (mais comum são gases), alergias, asma e problemas de pele pois bloqueia a absorção de vários nutrientes.

Exercício aeróbico, gorduras mono saturadas, oleo de peixe e consumo de alcohol moderado ajudam a aumentar o HDL (colesterol bom)

Consuma carne o mais in natura possível. Vários estudos mostram que o cozimento/assar podem criar uma substância cancerígena.

Para cozinhar use preferencialmente óleo de oliva, manteiga ou banha. Oleo de oliva na salada.

Consuma muita água. Várias vezes em pouca quantidade.

Vitaminas – melhor consumir naturalmente, sol e alimentação corretas são melhores do que os comprimidos.

Pessoas com saúde boa tem condições de segurar sua respiração em 50 segundos.