IA vai auxiliar nos diagnósticos de saúde?

Somente se os médicos e profissionais da saúde entenderem os avisos.

Os algoritmos de inteligência artificial (IA) podem, e vão, ajudar a diagnosticar uma quantidade cada vez maior de problemas de saúde, mas para que este benefício seja percebido, nós humanos, precisamos ser treinados para ‘ouvir’ estes alertas.

Não basta alertar o médico de que determinado paciente está com alguma doença ou tem algum risco, sem informar os motivos que levaram o algoritmo a sugerir este aviso.

Segundo o artigo, além do motivo, também o momento e a forma como a informação chega para o médico são importantes.

Este é um ponto que os algoritmos de IA, e as aplicações para ele, ainda vão ter que melhorar.

Tecnologia por tecnologia não gera valor real, por isto a participação das pessoas no processo evolutivo da IA é fundamental.

Portanto, ‘testar em produção’ é a melhor maneira de entender melhor o ambiente e continuar evoluindo…

Veja a matéria completa.

Se você conhece alguma iniciativa de IA, voltada para saúde, aqui no Brasil, deixe seu comentário.

Fact Fulness

O mundo está piorando?

A maioria das pessoas acham que sim.

Já ouviu aquela pessoa fazer um comentário ‘…isto não acontecia na minha época…’ ou ‘…antigamente era muito melhor…’, mas será que estas pessoas sabem o que estão falando?

O objetivo deste ‘post’ é comentar sobre um livro que acabei de ler – “Fact Fulness, O hábito libertador de só ter opiniões baseadas em fatos” de Hans Rosling.

Este livro é sobre o mundo real e sobre como compreendê-lo, onde a maioria das pessoas tem uma visão estressante, enganadora e pessimista.

A parte mais intrigante são as 12 perguntas factuais que ele coloca, já no início do livro. Se você tem o hábito de ler ou acompanhar notícias sobre o mundo, vai se deparar com perguntas simples que certamente já saberá responder, contudo, avançando na leitura você percebe como, de fato, conhece pouco do mundo.

O autor descreve 10 (dez) capítulos sobre os ‘instintos’ que nos fazem enxergar o mundo diferente de como ele realmente é.

Cada instinto tem sua razão de existir e quando você tem o conhecimento de cada um, vai perceber que suas opiniões, sobre qualquer assunto, serão muito mais ricas e factuais.

Um livro muito gostoso e fácil de ler, recomendo para todos aqueles que gostam de melhorar seus argumentos em uma boa discussão.

obs: quase 12 mil pessoas responderam a pesquisa e somente uma, na Suécia, acertou 11 das 12 questões e 15% erraram todas as 12.